Indicado para

Indicado paraCicatrização

Advertências

AdvertênciasAdvertências

1. Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.
2. *Imagens meramente ilustrativas.*
3. É necessário dieta e exercícios físicos para auxiliar a redução de peso.
4. Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem ingerir o produto.
5. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.
6. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.
7. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.
8. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
9. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.
10. Este medicamento não deve ser utilizado por menores de 18 anos sem orientação médica.
11. Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica.
12. O uso do medicamento durante o período de amamentação também não é recomendado.
13. Sugerimos que consulte seu médico para mais esclarecimentos.
14. Diabéticos, pessoas com problema cardíaco, dores de cabeça, problemas de tiróides, pressão alta, depressão, próstata aumentada, glaucoma ou com condições psiquiátricas devem consultar o médico antes de tomar esse produto.
15. "SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO"

Prescrição escrita de medicamento controlados, contendo orientação de uso para o paciente, efetuada por profissional legalmente habilitado, quer seja de formulação magistral ou de produto industrializado só é liberada mediante retenção de receita. Conforme Portaria n.º 344, de 12 de maio de 1998.

O estabelecimento farmacêutico deve assegurar ao usuário à informação e orientação quanto ao uso dos medicamentos solicitados por acesso remoto" RDC 44 de 17 de agosto de 2009, Artigo 58.

A manipulação de medicamentos controlados só poderá ser dispensada mediante a retenção da receita original e substâncias alopáticas mediante a sua apresentação prescrita por profissional legalmente habilitado, conforme portaria 344/98 e RDC 67/07
Atendimento
  • Vendas / Atendimento
    Televendas: (11) 3383-9400
  • SAC: (11) 98848-1737
Buscar no site
  • (11) 98927-3061 - Debora/Receita
  • (11) 99494-4771 - Maicon
  • (11) 99390-6742 - Roseli
  • (11) 98848-1737 - SAC
Solicitar Ligação

Pomada de Erva de Bicho - 30 Gramas

Código:
131
Opinião dos Consumidores:0

De: R$ 40,25Por: R$ 31,20

Preço a vista: R$ 31,20

Economia de R$ 9,05

-
1
+Comprar

Pomada de Erva de Bicho



Planta herbácea anual ou perene, aquática, de ramos decumbentes e com nós salientes, pouco ramificadas, de 40-60 cm de altura, nativa da Ásia e naturalizada no Sul e Sudeste do Brasil. Folhas membranáceas, alternas, inteiras, geralmente com nervura avermelhadas, de 4-8 cm de comprimento. Flores pequenas, de coloração branca ou rosada, dispostas em panículas terminais longas. A erva-de-bicho recebe este nome pelo fato de se acreditar serem os mamilos hemorroidários ocasionados por um “bicho” a ser combatido com o decocto dessas plantas.

Constituintes Químicos Principais: flavonoides, saponinas, taninos, ácidos orgânicos, fitosterina, pelargonidina, quercetina, luteolina, rutina e óleo essencial que contém o poligodial, diálcool sesquiterpênico.

Indicação e Usos: Pelo seu crescimento vigoroso e infestante, é considerada indesejável em áreas agrícolas e canais de drenagem no sul do país. É, contudo, amplamente utilizada na medicina caseira em muitas regiões, onde é considerada adstringente, estimulante, diurética, vermicida, antigonorréica e anti-hemorroidal, sendo empregada também, localmente, contra úlceras de pele, erisipela e artrite. Indígenas das Guianas utilizam um gel preparado se sua seiva como colírio para inflamações dos olhos. Internamente é empregada contra diarreia, parasitoses intestinais, astenia e indisposição. Externamente é utilizada no tratamento de erisipelas, hemorroidas e contra dores de origem reumática. É considerada abortiva, não sendo recomendada para mulheres gestantes.

Para afecções das vias urinárias, erisipelas, eczemas, varizes, fragilidade capilar e como estimulante da circulação, a literatura etnofarmacológica consultada recomenda o seu chá, preparado adicionando-se água fervente em 1 xícara (chá) contendo 1 colher (sopa) de folhas e ramos picados, na dose de 1 xícara (chá) três vezes ao dia. Recomenda-a também para uso externo, em aplicações locais de seu chá concentrado contra afecções da pele, feridas e úlceras varicosas e, na forma de banho de assento, contra hemorroidas e como cataplasma, nos casos de reumatismo, artrites e dores musculares. Na sua composição química, destaca-se a presença de flavonoides, saponinas, taninos, ácidos orgânicos, fitosterina, pelargonidina, quercetina, luteolina, rutina e óleo essencial que contém o poligodial, um dialcool sesquiterpênico tóxico para fungos e dotado de propriedades anti-inflamatória e analgésica compatível com as ações preconizadas para esta planta, pela medicina tradicional. O amplo emprego desta planta nas práticas caseiras da medicina popular, na preparação de fitoterápicos industrializados, bem como os resultados de seu estudo preliminares, são motivos suficientes para sua escolha como tema dessa tese envolvendo estudos complementares nas áreas de química, farmacologia e clínica, com vista à sua validação como um medicamento eficaz e seguro

INDICAÇÃO:

- Cicatrizante
- hemorróidas e úlceras
- Aftas

Referências:
1. LORENZI, Harri; ABREU MATOS, F.J. Plantas Medicinais no Brasil Nativas e Exóticas. Instituto Plantarum, 2ª Edição, Nova Odessa – SP - Brasil, 2008. 2. ERVA DE BICHO. Disponível em: 3. JÁCOME, R.L.R.P.; LOPES, D.E.S.; RECIO, R.A.; MACEDO, J.F.; OLIVEIRA, A.B.. Caracterização farmacognóstica de Polygonum hydropiperoides Michaux e P. spectabile (Mart.) (Polygonaceae). Revista Brasileira de Farmacognosia, v.14, n.1, 2004.

Venda sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 585/2013 do Conselho de Farmácia.

Pomada de Erva de Bicho

Sobre o produto

Quem viu, viu Também