Emagrecedores

Principais EmagrecedoresPholia Magra

Advertências

AdvertênciasAdvertências

1. Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.
2. *Imagens meramente ilustrativas.*
3. É necessário dieta e exercícios físicos para auxiliar a redução de peso.
4. Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem ingerir o produto.
5. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.
6. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.
7. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.
8. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
9. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.
10. Este medicamento não deve ser utilizado por menores de 18 anos sem orientação médica.
11. Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica.
12. O uso do medicamento durante o período de amamentação também não é recomendado.
13. Sugerimos que consulte seu médico para mais esclarecimentos.
14. Diabéticos, pessoas com problema cardíaco, dores de cabeça, problemas de tiróides, pressão alta, depressão, próstata aumentada, glaucoma ou com condições psiquiátricas devem consultar o médico antes de tomar esse produto.
15. "SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO"

Prescrição escrita de medicamento controlados, contendo orientação de uso para o paciente, efetuada por profissional legalmente habilitado, quer seja de formulação magistral ou de produto industrializado só é liberada mediante retenção de receita. Conforme Portaria n.º 344, de 12 de maio de 1998.

O estabelecimento farmacêutico deve assegurar ao usuário à informação e orientação quanto ao uso dos medicamentos solicitados por acesso remoto" RDC 44 de 17 de agosto de 2009, Artigo 58.

A manipulação de medicamentos controlados só poderá ser dispensada mediante a retenção da receita original e substâncias alopáticas mediante a sua apresentação prescrita por profissional legalmente habilitado, conforme portaria 344/98 e RDC 67/07
Atendimento
  • Vendas / Atendimento
    Televendas: (11) 3383-9400
  • SAC: (11) 98848-1737
Buscar no site
  • (11) 98927-3061 - Debora/Receita
  • (11) 99494-4771 - Maicon
  • (11) 99390-6742 - Roseli
  • (11) 98848-1737 - SAC
Solicitar Ligação

Pholia Magra - C. ecalyculata Vell (Pholia Magra) 300mg com Catuaba 100mg com Marapuama 100mg - 60 Cápsulas

Código:
456768
Opinião dos Consumidores:0

De: R$ 167,79Por: R$ 93,60ou X de

Economia de R$ 74,19

-
1
+Comprar

Pholia Magra - C. ecalyculata Vell (Pholia Magra) 300mg com Catuaba 100mg com Marapuama 100mg



PHOLIAMAGRA é uma erva brasileira (Família botânica Boraginaceae), bastante conhecida nos Estados Unidos e Europa, que padronizaram o extrato 20:1 super concentrado. Sua fama no mundo como uma forma natural e saudável no tratamento antiobesidade atravessa as fronteiras principalmente na competição contra produtos sintéticos. Esta planta de acordo com estudos e trabalhos publicados, bem como sua centenária utilização tradicional, indica possuir ação diurética, ação redutora de depósitos de celulite por ser estimulante da circulação (Cruz 1995), ação cárdio-tônica, possui ação energética, o extrato etanólico das folhas reduz a replicação do vírus Herpes Tipo I e apresenta citotoxicidade para alguns tipos de células cancerígenas (Hayashi et al., 1990; Arisawa et al., 1994; Matsunaga et al., 1997). O efeito emagrecedor da PHOLIAMAGRA® 20:1 pode ser devido a uma atividade inibidora atuante no sistema nervoso central, por isso esta planta age como supressora do apetite, ela contribui para uma maior queima de gorduras localizadas principalmente do abdômen, além de atuar também como estimulante do sistema imunológico. Pode ser usada para evitar o depósito de gorduras na parede das artérias coronarianas diminuindo os riscos de problemas cardíacos relacionados com o sobrepeso.

A PHOLIAMAGRA® 20:1, a exemplo do Rimonabanto, é também conhecida como a erva “anti-barriga”, contudo totalmente natural. Devido sua alta concentração, apresenta o dobro dos principais constituintes ativos como a cafeína e o ácido alantóico. As altas concentrações de cafeína natural que é uma substância termogênica, estimulante do sistema nervoso central e também por ser levemente diurética, podem auxiliar na eliminação do excesso de líquido e também reduzir a concentração de gorduras. Além da cafeína esta planta apresenta quantidades significativas de potássio, que auxilia na compensação da perda de minerais relacionada com a ação diurética da PHOLIAMAGRA® 20:1. A presença da alantoína e do ácido alantóico podem agir na redução da celulite e da gordura localizada.

A cafeína conhecida cientificamente como trimetilxantina é um importante estimulante do sistema nervoso central, e possui dois mecanismos de ação no organismo humano, ela antagoniza os receptores de adenosina, o neurotransmissor dos neurônios purinérgicos e também inibe a enzima fosfodiesterase, a responsável pela destruição do mediador químico intracelular denominado adenosina monofosfato cíclico (AMP-cíclico), o que causa um aumento do AMP cíclico intracelular. Esses efeitos nas membranas e no interior das células determinam alterações no movimento do cálcio intracelular, o principal íon envolvido no processo de contração das fibras musculares. Talvez alterações iônicas semelhantes ocorram nas células nervosas e glandulares, onde a cafeína possui um efeito estimulante, importantíssimo para a faixa etária, a partir dos 30+.

A cafeína pode também inibir ou reduzir a captação extra neuronal de catecolaminas. Quando as xantinas como cafeína, teofilina e teobromina são administradas pela via oral, a cafeína é a mais rapidamente absorvida. A cafeína é capaz de aumentar a atenção mental, diminuir o cansaço, aumenta a mobilização de ácidos graxos (gorduras) e aumenta o uso de triglicérides musculares. Por estes motivos a PHOLIAMAGRA®20:1 pode proporcionar todas as vantagens que a cafeína oferece incluindo a perca de peso e melhora do rendimento nos exercícios físicos.

CATUABA:. São atribuídas diversas espécies ao nome Catuaba. A espécie Erythroxylum catuaba A. J. da Silva (Erythroxylaceae), foi descrita em 1906, num trabalho de tese de doutoramento em medicina, no qual o autor forneceu uma figura da planta como objeto de sua avaliação. Porém, a Pharmacopeia dos Estados Unidos do Brasil (1926) adotou como Catuaba às raízes da espécie Anemopaegma mirandum (Chamisso) Aph. DC., espécie comercializada na região sul brasileira. Como a droga vegetal é obtida da raiz, é necessário que haja a contínua reposição desta, incentivando o replantio.

No entanto, isto não foi feito e culminou numa dificuldade no fornecimento e elevado custo. Associado a esse aspecto está o fato da não demonstração da atividade afrodisíaca, como reputada popularmente em dois estudos farmacológicos. O resultado dessa associação culminou na diminuição do uso da espécie Anemopaegma mirandum e a procura de outras espécies com propriedades afrodisíacas. Desta forma, apareceram outras espécies de famílias diferentes e que são conhecidas e utilizadas como Catuaba. Descobriu-se na verificação da situação de mercado da Catuaba que sempre se referiu o emprego da espécie Erythroxylum catuaba A.J. da Silva. Entretanto, esta espécie não existe, pois ao se avaliar a figura constante na tese de doutoramento de A. J. da Silva, em 1906, que na verdade trata-se de uma especie da família Meliaceae, nada levando a crer uma espécie da família Erythroxylaceae. Assim, chegou-se à espécie Trichilia catigua Adr. Juss., a qual é uma árvore de 10 metros de altura, apresentando ramos novos, pubescentes, que se tornam glabros com a idade.

As folhas são compostas, com 5 a 7 folíolos, curto-pedicelados, oblongo-elípticos, ápice acuminado, irregularmente agudos na base. As flores são branco-amareladas. A casca apresenta forma plana e levemente encurvada. A superfície externa é de cor acinzentada, variando de tons claros e escuros, com aspecto grosseiramente granuloso; apresenta lenticelas circulares pequenas e fendas longitudinais curtas e superficiais; a superfície externa é avermelhada, com fibras finamente estriadas longitudinalmente; a fratura é externamente granulosa e internamente fibrosa, o odor não é característico e sabor é fortemente amargo (Revista Racine, 1998).

Descrição

Uma triagem química da espécie Trichilia catigua Adr. Juss. verificou a presença de Taninos; Saponinas e Esteróides, com princípios ativos presentes nesta planta. O Extrato Micronizado da Catuaba deverá apresentar no mínimo 4% de taninos totais.

Propriedades

Um estudo realizado aqui no Brasil sobre os efeitos propiciados pelo composto denominado Catuama (que inclui Paullinia cupana, Trichilia catigua (Catuaba), Zingiber officinalis e Ptychopetalum olacoides) foram investigados nos corpos cavernosos de coelhos, usando um bioensaio cascata. Catuama causou breves relaxamentos dosesdependentes (11% +/- 7%, 26% +/- 5% e 82% +/- 9% em doses de 1, 3 e 10mg, respectivamente). Com relação ao extrato de Trichilia catigua (Catuaba) este evocou relaxamento prolongado o qual foi seguido por um curto efeito contrátil (Antunes, E. etal, 2001).

Indicações

A Catuaba é utilizada como tônico e estimulante na impotência sexual, astenia, estafa, dificuldade de raciocínio e de concentração.

MARAPUAMA é uma planta nativa da região da floresta amazônica, há muito tempo conhecida e utilizada por índios nativos brasileiros. A árvore de marapuama pode chegar até 5 metros de altura, suas folhas são verdes, oblongas e suas flores são numerosas, pequenas, de coloração branca com perfume que lembra o jasmim. A marapuama é considerada um afrodisíaco natural, aumentando a libido. Na Europa é comum o uso dessa planta para casos de disenteria. A marapuama também é recomendada para casos de stress, fadiga, depressão e perda de memória. No Brasil, existem pesquisas sendo realizadas com extrato de marapuama e Catuaba para uso em estética no combate à celulite.

Num estudo clínico, homens que usaram marapuama tiveram um número significativamente maior de relações sexuais que outro grupo que ingeriu placebo. Ela atua muito mais no cérebro melhorando a libido. Estudos feitos na UFRGS mostraram que a marapuama também tem ação antidepressiva e ajuda na memória, por seus efeitos facilitadores dos estímulos cerebrais. Conhecidas por seus efeitos afrodisíacos, a catuaba (Erythroxylum catuaba) e a marapuama também podem ser usadas juntas no tratamento estético na melhora da celulite. Segundo pesquisa realizada na Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF) da USP, um extrato que associa as duas plantas possui propriedades que colaboram com a drenagem linfática e a microcirculação cutânea, fatores que influenciam no aparecimento das deformidades estéticas.

É considerada uma planta adaptógena, isto é, fortalece as defesas do organismo, melhora o funcionamento do cérebro e dá energia extra, pois tem ação tônica e revigorante. Utilizada pelos índios como excitante do sistema nervoso central e por sua ação antidepressiva e afrodisíaca, a marapuama é uma árvore típica da região Amazônica. A planta teve seus efeitos testados clinicamente em seres humanos e os resultados confirmaram sua atuação como estimulante da libido.

Indicações:
Como estimulante do sistema nervoso central, antidepressivo e antireumática. É usada em distúrbios nervosos como astenia, depressão, ataxia locomotora e impotência sexual.

Precauções:
Riscos da associação de marapuama com anorexígenos em fórmulas para emagrecer.

Contra-Indicação:
Pessoas com hipertensão ou problemas cardíacos.

Indicações:

- Em dietas para a perda de peso;
- Redutor do excesso de gorduras localizadas;
- Tratamento da retenção de líquidos;
- Tonificante Muscular;
- Energizante;
- Cardiotônico;
- Anti-viral.
-Afrodisíaco
-Aumento da potência sexual
-Aumenta a libido

Referências:
Blum J.,Lemaire B. ,Lafaty S. Effect of a Green decaffeinated coffee extract on glycemia – A pilot prospective clinical study. Nutrafoods. V.6, p.13-17, 2007.
Cho A.S. et al. Chlorogenic acid exhibits anti-obesity property and improves lipid metabolism in high-fat diet induced obese mice. Food and Chemical Toxicology.v.48,p.937-943, 2010.
In Doctor´s healthy Information & Research. Suplementação de Green coffee na Obesidade. Redação administração e publicidade Consulfarma. Vol. 60, 60ª edição, Janeiro 2012.
Onakpoya I., Terry R., Ernst E. The use of green coffee extract as a weight loss supplement: a systematic review and mata-analysis of randomized clinical trials. Gastroenterol Res. Pract. vol. 2011; 2011.

Venda sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 585/2013 do Conselho de Farmácia

Pholia Magra - C. ecalyculata Vell (Pholia Magra) 300mg com Catuaba 100mg com Marapuama 100mg

Sobre o produto

Quem viu, viu Também