Emagrecedores

Principais EmagrecedoresPholia Magra, Glucomanan

Advertências

AdvertênciasAdvertências

1. Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.
2. *Imagens meramente ilustrativas.*
3. É necessário dieta e exercícios físicos para auxiliar a redução de peso.
4. Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem ingerir o produto.
5. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.
6. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.
7. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.
8. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
9. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.
10. Este medicamento não deve ser utilizado por menores de 18 anos sem orientação médica.
11. Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica.
12. O uso do medicamento durante o período de amamentação também não é recomendado.
13. Sugerimos que consulte seu médico para mais esclarecimentos.
14. Diabéticos, pessoas com problema cardíaco, dores de cabeça, problemas de tiróides, pressão alta, depressão, próstata aumentada, glaucoma ou com condições psiquiátricas devem consultar o médico antes de tomar esse produto.
15. "SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO"

Prescrição escrita de medicamento controlados, contendo orientação de uso para o paciente, efetuada por profissional legalmente habilitado, quer seja de formulação magistral ou de produto industrializado só é liberada mediante retenção de receita. Conforme Portaria n.º 344, de 12 de maio de 1998.

O estabelecimento farmacêutico deve assegurar ao usuário à informação e orientação quanto ao uso dos medicamentos solicitados por acesso remoto" RDC 44 de 17 de agosto de 2009, Artigo 58.

A manipulação de medicamentos controlados só poderá ser dispensada mediante a retenção da receita original e substâncias alopáticas mediante a sua apresentação prescrita por profissional legalmente habilitado, conforme portaria 344/98 e RDC 67/07
Atendimento
  • Vendas / Atendimento
    Televendas: (11) 3383-9400
  • SAC: (11) 98848-1737
Buscar no site
  • (11) 98927-3061 - Debora/Receita
  • (11) 99494-4771 - Maicon
  • (11) 99390-6742 - Roseli
  • (11) 98848-1737 - SAC
Solicitar Ligação

Pholia Magra - C. ecalyculata Vell (Pholia Magra) 250mg com Glucomannan 250 mg - 60 Cápsulas

Código:
143636
Opinião dos Consumidores:0

Por: R$ 106,26ou X de

-
1
+Comprar

Pholia Magra - C. ecalyculata Vell (Pholia Magra) 250mg com Glucomannan 250 mg



GLUCOMANNAN: A hiperglicemia e o diabetes são fatores de risco importantes, isoladamente ou associados a doenças cardiovasculares. São consequencias de uma obesidade grave. O risco é ainda maior se o diabetes estiver associado a uma hiperlipidemia. O controle dos níveis de glicose, bem como de outros fatores de risco é importante, visto que os diabéticos possuem um risco de morte duas vezes maior de doença cardiovascular, se comparados com pessoas sadias. Portanto, o controle é a principal medida de prevenção. Quando a prevenção não se mostra eficaz, é necessário iniciar uma terapia agressiva com medicamentos. De modo geral na população, esta conduta tem demonstrado ser efetiva na redução da prevalência da hipertensão e dos níveis de colesterol, mas não tem reduzido a prevalência de diabetes. Dietas contendo baixos níveis glicêmicos e ricas em fibras conseguem diminuir o nível de glicose pós-prandial. Estudos clínicos mostram, no entanto que as fibras hidrossolúveis aumentam a viscosidade do bolo alimentar no intestino humano, reduzindo a glicose e os fatores lipídicos de doença cardíaca coronariana.

Mecanismo de Ação

A Glucomannan tem um efeito sequestrante (forma um gel viscoso que aumenta a absorção de lipídios), um efeito voluminizante (o “gel” formado no estômago prolonga a sensação de saciedade). Os mucilagos lhe conferem uma ação laxante e demulcente (viscosidade e emoliencia).

Eficácia

Estudou-se o efeito das fibras hidrossolúveis de Glucomannan em pacientes diabéticos tipo 2, como auxiliares ao tratamento convencional, levando-se em consideração uma série de fatores risco: hiperglicemia, hiperlipidemia e hipertensão. O Glucomannan foi escolhido por se tratar de um polissacarídeo com uma das mais altas viscosidades. O componente fisiologicamente ativo é um polímero do Glucomannan de alto peso molecular que tem demonstrado ter efeitos na redução de lípides, na pressão sanguínea sistólica e na glicemia. Incorporando o Glucomannan em biscoitos comerciais procurouse determinar se a adição de fibras de alta viscosidade em uma forma mais aceita pelo paladar seria capaz de aumentar os efeitos, melhorando os resultados do tratamento convencional.

Metodologia

Ensaios Clínicos: Durante este estudo, um grupo de 11 voluntários (5 homens e 6 mulheres), portadores de hiperlipidemia, hipertensão e diabetes tipo 2 foram avaliados. A duração do estudo foi de 8 semanas. O estudo iniciou-se com 5 voluntários recebendo a dieta suplementada com Glucomannan e seis recebendo a dieta suplementada controle (placebo). Métodos laboratoriais: Obteve-se 4 amostras de soro de cada voluntário que foram armazenadas a -70ºC. Ao final do experimento estas amostras foram descongeladas para a análise do colesterol total, HDL e triglicérides através de métodos enzimáticos. Foram também analisados os valores de LDL, Apo A1 e B, glicose, fructosamina e insulina. Avaliou-se ainda: pressão arterial, porcentagem de gordura corporal e medidas antropométricas.

Resultados

Os voluntários dos dois grupos obtiveram uma insignificante redução de peso durante o tratamento, no entanto, não houve nenhuma correlação entre a perda de peso e os valores de lipídeos, glicose ou pressão arterial. Os únicos efeitos adversos observados pelos voluntários foram queixas passageiras de flatulência e do amolecimento das fezes em 37% do grupo tratado com glucomanann e em 24% dos pacientes do grupo controle. Com relação aos níveis séricos de lipídeos, houve uma melhora do perfil lipídico durante o tratamento com Glucomannan quando comparado com o grupo placebo. Houve uma maior redução do colesterol total e do LDL no grupo tratado com Glucomannan em relação ao grupo controle. Em contraste, no entanto, tal efeito redutor não foi observado para o HDL, apo-A ou triglicérides. Melhora no controle glicêmico foi observada no grupo tratado com o Glucomannan. O índice glicêmico obteve uma melhora significativa no grupo que utilizou o glucomannan, quando comparado com o grupo que utilizou o placebo. Uma melhora na pressão arterial foi observada no grupo que utilizou o Glucomannan.

Conclusões

Este estudo mostrou que a adição de Glucomannan à terapia convencional para doenças coronarianas proporcionou uma melhora no controle metabólico ainda maior do que a melhora proporcionada pela terapia isoladamente. A melhora foi observada em maior escala em três fatores de risco: hiperglicemia, hipertensão e hiperlipidemia. Uma melhora no controle lipídico já foi mostrada em trabalhos anteriores através da
suplementação da dieta com fibras solúveis provenientes de diversas fontes. Apesar de tais estudos demonstrarem reduzir o colesterol total e o LDL, poucos demonstraram melhora nas taxas de lipoproteínas. O mecanismo de diminuição do colesterol não está completamente claro. Supõe-se que seja similar ao mecanismo proposto para outras fibras solúveis. Algumas possibilidades incluem uma inibição da absorção do colesterol no jejuno, uma outra suposição é a produção de ácidos graxos de cadeia curta pela microflora, os quais podem diminuir a síntese do colesterol hepático. Uma melhora no controle do diabetes também ocorreu. O Glucomannan mostrou ter um efeito benéfico após administração aguda e em longo prazo. Os resultados encontrados comprovam estas observações. Nos voluntários que utilizaram o Glucomannan, obteve-se uma redução de 5,7 ± 1,7% na frutosamina, um marcador no controle do diabetes sem efeito algum no aumento da concentração em jejum de glicose e insulina. Sugeriu-se que a redução nos níveis de glicose e insulina após o consumo de fibras solúveis está relacionada à diminuição da velocidade de absorção do alimento no intestino, associado com o aumento da viscosidade.

Finalmente, apesar de poucos estudos terem demonstrado um efeito das fibras na pressão sanguínea, reduções significantes nas pressões sistólica e diastólica foram notadas após o consumo de granulados de goma guar e suplementos de fibra solúvel. O mesmo efeito foi demonstrado pelo Glucomannan, mas apenas na pressão sistólica. Este último resultado foi confirmado pelo presente estudo no qual o tratamento com Glucomannan diminuiu a pressão sistólica em 6,9% mais do que no grupo controle, mas não afetou a pressão diastólica. Um possível mecanismo para a diminuição da pressão pelas fibras solúveis pode envolver um aumento da sensibilidade da insulina, o que pode diminuir a pressão sanguínea por influenciar a absorção de sódio no túbulo distal, aumentando a atividade do sistema nervoso simpático e a resistência vascular periférica. Infelizmente este parâmetro não foi avaliado. Os efeitos dos suplementos de fibra com Glucomannan nos três fatores de risco para doenças coronarianas persistem mesmo em pacientes que estejam fazendo uso da terapia fármacos convencionais

PHOLIA MAGRA é uma erva brasileira (Família botânica Boraginaceae), bastante conhecida nos Estados Unidos e Europa, que padronizaram o extrato 20:1 super concentrado. Sua fama no mundo como uma forma natural e saudável no tratamento antiobesidade atravessa as fronteiras principalmente na competição contra produtos sintéticos. Esta planta de acordo com estudos e trabalhos publicados, bem como sua centenária utilização tradicional, indica possuir ação diurética, ação redutora de depósitos de celulite por ser estimulante da circulação (Cruz 1995), ação cárdio-tônica, possui ação energética, o extrato etanólico das folhas reduz a replicação do vírus Herpes Tipo I e apresenta citotoxicidade para alguns tipos de células cancerígenas (Hayashi et al., 1990; Arisawa et al., 1994; Matsunaga et al., 1997). O efeito emagrecedor da PHOLIAMAGRA® 20:1 pode ser devido a uma atividade inibidora atuante no sistema nervoso central, por isso esta planta age como supressora do apetite, ela contribui para uma maior queima de gorduras localizadas principalmente do abdômen, além de atuar também como estimulante do sistema imunológico. Pode ser usada para evitar o depósito de gorduras na parede das artérias coronarianas diminuindo os riscos de problemas cardíacos relacionados com o sobrepeso.

PHOLIA MAGRA 20:1, a exemplo do Rimonabanto, é também conhecida como a erva “anti-barriga”, contudo totalmente natural. Devido sua alta concentração, apresenta o dobro dos principais constituintes ativos como a cafeína e o ácido alantóico. As altas concentrações de cafeína natural que é uma substância termogênica, estimulante do sistema nervoso central e também por ser levemente diurética, podem auxiliar na eliminação do excesso de líquido e também reduzir a concentração de gorduras. Além da cafeína esta planta apresenta quantidades significativas de potássio, que auxilia na compensação da perda de minerais relacionada com a ação diurética da PHOLIAMAGRA® 20:1. A presença da alantoína e do ácido alantóico podem agir na redução da celulite e da gordura localizada.

A cafeína conhecida cientificamente como trimetilxantina é um importante estimulante do sistema nervoso central, e possui dois mecanismos de ação no organismo humano, ela antagoniza os receptores de adenosina, o neurotransmissor dos neurônios purinérgicos e também inibe a enzima fosfodiesterase, a responsável pela destruição do mediador químico intracelular denominado adenosina monofosfato cíclico (AMP-cíclico), o que causa um aumento do AMP cíclico intracelular. Esses efeitos nas membranas e no interior das células determinam alterações no movimento do cálcio intracelular, o principal íon envolvido no processo de contração das fibras musculares. Talvez alterações iônicas semelhantes ocorram nas células nervosas e glandulares, onde a cafeína possui um efeito estimulante, importantíssimo para a faixa etária, a partir dos 30+.

A cafeína pode também inibir ou reduzir a captação extra neuronal de catecolaminas. Quando as xantinas como cafeína, teofilina e teobromina são administradas pela via oral, a cafeína é a mais rapidamente absorvida. A cafeína é capaz de aumentar a atenção mental, diminuir o cansaço, aumenta a mobilização de ácidos graxos (gorduras) e aumenta o uso de triglicérides musculares. Por estes motivos a PHOLIAMAGRA®20:1 pode proporcionar todas as vantagens que a cafeína oferece incluindo a perca de peso e melhora do rendimento nos exercícios físicos.

Indicação:

É indicado no tratamento da obesidade, em regimes de emagrecimento como inibidor natural do apetite, como suplemento em fibras e como coadjuvante no tratamento da diabetes tipo 2.

- Em dietas para a perda de peso
- Redutor do excesso de gorduras localizadas
- Tratamento da retenção de líquidos
- Tonificante Muscular
- Energizante
- Cardiotônico
- Anti-viral

Referências:

Arisawa, M.; Arisawa M.; Fujita A.; Hayashi T.; Hayashi K.;
Ochiai H; Morita N. Cell growth inhibition of KB cells by plant extracts. Natural Medicines, 48, 338-347. 1994
Cruz, G. L. Dicionário das plantas úteis do Brasil. 5. ed. Rio de Janeiro: Bertrand. pp. 599. 1995
Matsunaga, K.; Sasaki S. and Ohizume, Y. Excitatory and inhibitory effects of paraguayan medicinal plants Equisetum giganteum, Acanthpspermum australe, Allophylus edlis and Cordia salicifolia on contraction of rabbit aorta and guinea-pig left atrium. Natural Medicines, 51, 478-481. 1997
McClaran, S.R; Wetter, T.J. Low doses of caffeine reduce heart rate during submaximal cycle ergometry. J Int Soc Sports Nutr. Oct 9;4(1):11. 2007
Sindler, B. H. Herbal therapy for management of obesity: observations from a clinical endocrinology practice. Endocr Pract., 7, 443-447. 2001

Venda sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 585/2013 do Conselho de Farmácia

Pholia Magra - C. ecalyculata Vell (Pholia Magra) 250mg com Glucomannan 250 mg

Sobre o produto

Quem viu, viu Também