Advertências

AdvertênciasAdvertências

1. Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.
2. *Imagens meramente ilustrativas.*
3. É necessário dieta e exercícios físicos para auxiliar a redução de peso.
4. Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem ingerir o produto.
5. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.
6. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.
7. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.
8. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
9. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.
10. Este medicamento não deve ser utilizado por menores de 18 anos sem orientação médica.
11. Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica.
12. O uso do medicamento durante o período de amamentação também não é recomendado.
13. Sugerimos que consulte seu médico para mais esclarecimentos.
14. Diabéticos, pessoas com problema cardíaco, dores de cabeça, problemas de tiróides, pressão alta, depressão, próstata aumentada, glaucoma ou com condições psiquiátricas devem consultar o médico antes de tomar esse produto.
15. "SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO"

Prescrição escrita de medicamento controlados, contendo orientação de uso para o paciente, efetuada por profissional legalmente habilitado, quer seja de formulação magistral ou de produto industrializado só é liberada mediante retenção de receita. Conforme Portaria n.º 344, de 12 de maio de 1998.

O estabelecimento farmacêutico deve assegurar ao usuário à informação e orientação quanto ao uso dos medicamentos solicitados por acesso remoto" RDC 44 de 17 de agosto de 2009, Artigo 58.

A manipulação de medicamentos controlados só poderá ser dispensada mediante a retenção da receita original e substâncias alopáticas mediante a sua apresentação prescrita por profissional legalmente habilitado, conforme portaria 344/98 e RDC 67/07
Atendimento
  • Vendas / Atendimento
    Televendas: (11) 3383-9400
  • SAC: (11) 98848-1737
Buscar no site
  • (11) 98927-3061 - Debora/Receita
  • (11) 99494-4771 - Maicon
  • (11) 99390-6742 - Roseli
  • (11) 98848-1737 - SAC
Solicitar Ligação

Ashwagandha com Ginseng com Mucuna com Tribulus Terrestris - 550mg - 60 Cápsulas

Código:
814
Opinião dos Consumidores:0

De: R$ 80,00Por: R$ 76,80ou X de

Economia de R$ 3,20

-
1
+Comprar

Ashwagandha com Ginseng com Mucuna com Tribulus Terrestris - 550mg



ASHWAGANDA tem sido usada a séculos na medicina Ayurvédica para melhorar a vitalidade e aumentar a longevidade. Pesquisas comprovam que ele tem usos diversos considerando-o um ativo polifarmacológico. A química de Ashwaganda tem sido extensivamente estudada e mais de 35 constituintes químicos já foram identificados, extraídos e isolados. Os constituintes químicos que agem biologicamente são: alcaloides (isopelletierine, anaferine), lactonas esteroidais (whitanolides, whitaferins), saponinas contendo um grupo acetil adicional e whitanolideos com uma glucose no carbono 27. Ashwaganda também é rico em ferro. São diversos os mecanismos pelo qual agem Ashwaganda, visto a quantidade de constituintes químicos que possui. Os principais mecanismos de ação são:

- Anti estresse, tranquilizante e anticonvulsivante
O extrato de Withania somnifera contém substâncias com efeito gaba mimético que a define como tranquilizante e anticonvulsivante. Também por isso pode ser indicado para tratamento da nevralgia do trigêmeo. Estudos demonstraram resultados satisfatórios como tranquilizante do sistema nervoso central em macacos, gatos e cachorros devido a presença de alcaloides. Também parece ser este o mecanismo que justifica a ação contra insônia.

- Cognitivo
Aumenta a capacidade cognitiva do cérebro, melhora a atenção. Este efeito pode ser explicado devido ao extrato aumentar a capacidade dos receptores muscarínicos.

- Tixotrópico
O aumento significativo de T4 indica que Withania somnifera exerce um efeito tixotrópico a nível glandular (níveis de T3 não alteram). Também pode estimular a glândula tireoidal de maneira indireta através do sistema antioxidante. O extrato aumenta a atividade da catalase, neutralizando radicais livres que podem causar danos celulares. Resultados indicam que Ashwaganda pode ser útil no tratamento do hipotireoidismo.

- Imunomodulador
Muitos estudos demonstraram o efeito imunomodulador da planta. Em testes com ratos foi observado que, quando foi dado o extrato pulverizado da raiz, a quantidade de leucócitos aumentou e deu espaço a uma diminuição da hipersensividade; e a atividade de fagócitos aumentou. Foi descoberto que Withania somnifera aumenta (em doses dependentes) a atividade da nitrato sintase nos macrófagos. O incremento na síntese de óxido nítrico (NOX) estimula a atividade bactericida dos macrófagos. Em casos de HIV, o extrato reduz a carga viral e aumenta a quantidade de células CD4, e assim tem uma significativa melhora sintomatológica.

- Hipolipedêmico
Ashwaganda reduz a concentração plasmática de triglicerídeos LDL e aumenta a síntese de HDL, reduzindo o desenvolvimento de aterosclerose. Também foi comprovado que reduz a síntese de triglicerídeos.

- Rejuvenescedor
Em um estudo com homens acima dos 50 anos, Ashwaganda mostrou aumentar os níveis de hemoglobina e eritrócitos. Desta forma também comprovou-se o aumento da concentração de melanina nos cabelos e redução dos níveis de colesterol no sangue. Além disso, houve aumento da concentração de Cálcio nas unhas e relatos dos pacientes de melhora na performance sexual.

- Propriedades antiinflamatórias
Num estudo realizado por Anbalagan et al, um extrato em pó da raiz de Withania somnifera - WS (1g/kg suspensa em 2% de goma acácia em 50mg/ml) foi administrado oralmente uma hora antes da indução inflamatória em ratos. O estudo seguiu por 3 dias. Fenilbutazona (100mg/kg) foi tomado como controle positivo. Houve considerável redução da inflamação no grupo tratado com WS.

GINSENG: Originário da região da China, Manchúria e Coréia do Norte, o Ginseng é uma das plantas mais conhecidas pelos povos orientais sendo utilizada na China há mais de 3000 anos como uma planta estimulante, reconstituinte, geradora de vitalidade, conhecido como elixir da longa vida. Sua designação vulgar deriva do chinês renshen, que quer dizer “homem-raiz”, devido a forma de sua raiz delgada. É uma planta herbácea caracterizada por ter um crescimento lento e uma altura de 30-70 cm, com pequenas e numerosas flores com uma ou duas sementes por fruto.

Folhas em forma de palma, de raiz fusiforme ou cilíndrica, dividida ordinariamente em dois ramos, amarelado no exterior, branco ou amarelo no interior; cheiro aromático, sabor amargo, acre e ao mesmo tempo açucarado, medindo cerca de 5-12 cm e chegando a 1 m quando é arrancada com a idade de 10 anos. As raízes do Ginseng têm sido consideradas desde meados da década de 60 como uma planta adaptógena. Este conceito implica que seus componentes ativos não estão destinados a combater uma doença especifica, mas dirigidos a aumentar ou potencializar a capacidade de defesa de um organismo frente a agressores externos ou de ordem físico ou mental.

MUCUNA PRURIENS: Proveniente da Índia, reconhecida pelas suas propriedades afrodisíacas,o seu extrato é também conhecido por estimular o estado de alerta e melhorar a coordenação.A Mucuna é indicado para tratamento da doença de Parkinson. L-Dopa sozinha tem pouco efeito farmacológico, subseqüentemente ela é convertida a dopamina; assim ingestão de L-Dopa resulta em significante elevação dos níveis de dopamina. A maioria dos efeitos colaterais surge diretamente da atividade de dopamina como um neurotransmissor envolvendo a regulação do coração, sistema vascular, trato digestivo e sistema excretor (Dollery, 1999 apud Tebbett).

TRIBULLUS é um fitohormônio natural que atua no organismo melhorando os níveis de testosterona e atualmente está se mostrando muito eficaz no tratamento da impotência sexual (frequência e força das ereções), falta de libido (masculina ou feminina), recuperação da atividade sexual e no aumento de massa muscular, além de ser um agente eficaz contra a insônia. Estudos clínicos têm mostrado que com o Tribulus Terrestris o aumento dos níveis de testosterona tem efeitos positivos não somente na força física e resistência, como também na função sexual, na densidade mineral óssea, metabolismo e nos níveis de imunidade. Por isso, é também muito indicado para idosos com problemas como artrite, artrose, fraqueza muscular e fadiga crônica.

Com níveis mais altos de testosterona em nosso sangue, é possível obter um maior anabolismo muscular, obtendo maior definição do músculo e aumentando consideravelmente a massa magra com o Tribulus.Pode aumentar ainda a contagem de espermatozóides, bem como a sua mortalidade, podendo, por isso, ser um auxiliar precioso para tratar a infertilidade. Possui significante atividade diurética e inibe a formação de pedras nos rins, bem como atua em casos de fosfatúria, doenças genito-urinárias como disúria, gonorréia, cistite crônica, desordens urinárias, incontinência urinária, gota, e também em desordens uterinas após parto.

Indicações:

- Melhora os níveis de testosterona;
- Aumenta a massa muscular;
- Tônico Energético;
- Frigidez sexual;
- Recuperação da atividade sexual;
- Aumento da libido em ambos os sexos;
- Aumento da Disposição Física e Mental;
- Aumento do Apetite Sexual;
- Efeitos positivos sobre a função erétil ;
- Redução dos níveis de colesterol;
- Melhora a Impotência;
- Estimulação do sistema imunológico;
- Cardiotônico;
- Estimula crescimento de melanócitos;
- Alivia espasmos da musculatura lisa;
- Na esterilidade ovariana na menopausa natural e induzida;
- Estimula ovogênese, benefícios na síndrome pós- menopausa.

Referências:

1. Vademecum fitos e revista Isto É, junho de 2001 pág. 103.
2. Santha Kiumari et al. IND. Jour. Med. Res. July 1967;55;73.Anand et al., Indian J. Pharmacol., 1989; 21:74.
3. The Whealth of Asia.
4. Fitoterapia – VadeMecum de Prescripción – Plantas medicinales – 3º ed. 1999.
5. BATISTUZZO, J.A.O., ITAYA, M., ETO, Y. Formulário Medico Farmacêutico. 3ed, São Paulo: Pharmabooks, 2006.

Venda sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 585/2013 do Conselho de Farmácia.

Ashwagandha com Ginseng com Mucuna com Tribulus Terrestris - 550mg

Sobre o produto

Quem viu, viu Também